Histórias do Encanto

Depoimento de mestra Joana Dárc Cavalcante [i]

Encanto MSoniaEm uma época que falar em candomblé resultava em perseguição, cadeia e vergonha, Maria de Sônia fundou a Nação do Maracatu Encanto do Pina, 1980.
Uma mulher Negra pobre sem estudo.
Era ponto de equilíbrio de muitos moradores, tantas crianças vieram ao mundo por suas mãos, pois ela era parteira.
Tantos filhos adotados, mãe de tantos que nem ela mesma sabia a quantidade
Seu yle era repleto de pessoas, que se alimentavam com apenas um pouco do que ela conseguia trabalhando como doméstica
Entre elas minha avó Mãe Maria de Quixaba[ii] sua filha de santo.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Maria de Sônia perdeu os pais cedo

Sem ter com quem ficar veio do interior Barreiros para Recife, para a casa de uma tia que faleceu ficando ela no yle: Yalorixá Mãe Maria de Sônia, filha de Yemanjá
Mãe Maria de Sônia assim conhecida na comunidade do Bode
Uma guerreira que enfrentou as demandas, a inveja e ultrapassou todos obstáculos

Levava sua nação pra avenida com muita garra, seus filhos todos com os achos (trajes do terreiro guias dos Orixas) sem brilho e riqueza porém [com] muito amor, determinação e fé
Por várias vezes todos caminhando, sem ter um transporte que os levassem do Pina pro centro do Recife, avenida Dantas Barreto, local da passarela
E assim o Encanto foi as ruas do Recife por vários carnavais.Encanto Site3

Resistência…

Mãe Maria de Sônia é um dos meus exemplos e nela que penso quando os obstáculos, as dificuldades insistem em aparecer
Encanto do Pina não é apenas um Maracatu, Encanto Do Pina.
Tem Axé do Obixe[iii].

Foi fundado por uma mulher Negra, e regido por dois Orixas mulheres, Yemanjá e Oxum
Foi herdado por uma yalorixá, mulher negra, filha da Oxum, Mãe Quixaba e seguindo a rama o Axé do Obixe e coordenado por mim, yalorixá Mãe Joana da Oxum , mulher negra, filha da Oxum, primeira e única mulher a apitar, a reger um baque de nação de maracatu de baque virado

História vivida viva e escrita
Não tem mentiras, não tem meio termo
Seguindo a rama das mães do Pina, origem Nagô, o Encanto do Pina é uma nação de fundamento tradição e principalmente Muito Amor

Que os Orixas me guiem nessa caminhada

Me dêem forças pra continuar na luta diária dessa nação
Que não é fácil
Minha fé e meu Axé

Meu tambor tem
A batida do coração…

Maria de Sônia foi quem fundou
Encanto do Pina de Nação Nagô…

Mãe Helena, Mãe Quixaba / É o Axé desse ylê ê…

Lá no mangue tem uma casa/ Ylê Axé Oxum Deim

Essa casa tem ciência/ vó Quixaba deu pra mim

Minha vó que tem conhecimento /Cuida dos fundamentos pra eu desfilar…

Amarelo da Oxum/ O azul de Yemanjá

E todos Orixas pra nós abençoar

Axé do Obixe!!!!

Mestra Joana Dárc Cavalcante


 

[i] Encantodenuncie 2Este depoimento foi publicado por mestra Joana nas redes sociais, logo depois da grande vitória do Encanto do Pina,ficando em quarto lugar do grupo especial do desfile do carnaval de Recife de 2016.

Quase um desabafo. Reafirmação das origens e fundamentos de seu Ylê depois de ser vítima de uma série de ataque racistas, vizinhos, membro da comunidade do Bode, Pina, Recife, PE, que só consideram religião aquela que eles praticam.

EncantoDenuncie

Longe de fugir, mestra Joana reagiu registrando um BO de racismo e depois outro de agressão e depredação de patrimônio e denunciando o acontecido nas redes sociais.

Racismo é crime.

O Estado é laico e a liberdade religiosa é garantida por lei!

 

[ii] https://grupomazucadaquixaba.wordpress.com/mae-maria-da-quixaba/

Ensanto Site 1